Por uma Sociologia da Felicidade

A Psicoterapia fracassou do ponto de vista do comportamento global do gênero humano, apesar de ter conseguido êxitos no tratamento individual. Durante este século, tem aumentado a infâmia e a destrutividade. A Psicoterapia centrou seus objetivos no indivíduo e não nos processos psicóticos da sociedade.

A paranóia dos chefes de estado, a falta absoluta de amor ao povo nos políticos, o nacionalismo, os preconceitos religiosos, o racismo e as ideologias totalitárias, entre outros fatores, precipitaram a humanidade em guerras cruéis, na injustiça econômica e no deterioramento ético da humanidade. A concepção industrial-militar, o consumismo, a usura capitalista, a demência totalitária são diversas formas de patologia social que nos conduzem a uma degradação social progressiva.

Continuar lendo