Formação de Facilitadores

Escola de Formação de Facilitadores

Objetivos Globais do Processo de Formação:

Educar para a vida
Ensinar Arte e Ciência na alegria de aprender pela vivência
Estimular talentos, no risco e na inovação
Motivar os alunos para serem amantes da vida, únicos e criativos, apaixonados e inteligentemente afetivos

A Escola de Biodanza® Sistema Rolando Toro do Rio de Janeiro é uma instituição dedicada à formação de facilitadores de Biodanza de acordo com o Modelo Teórico criado por Rolando Toro Araneda. A formação baseia-se no estudo da teoria de Biodanza e seus fundamentos em relação as ciências da vida e orienta-se para desenvolver os potenciais globais do ser humano. A Escola funciona favorecendo uma formação integral através da contratação de Facilitadores Didatas nacionais e internacionais de larga experiência e da mais alta qualificação.

Como sistema de desenvolvimento humano, a Biodanza atualmente é utilizada em muitos países em grupos regulares privados, instituições de saúde, ações sociais, educação e em empresas. No Brasil, hoje, é reconhecida pelo SUS como prática integrativa e complementar de saúde, e ja é aplicada na República Dominicana como prática de saúde e educação pelo governo federal.

Os efeitos pedagógicos, terapêuticos e sociais têm sido tão evidentes que cada vez mais pessoas procuram a Biodanza para seu desenvolvimento em grupos regulares, ou para desenvolvimento profissional, tanto para complementar suas carreiras (professores, enfermeiros, médicos, terapeutas, psicólogos) como para iniciar de uma nova carreira, a de facilitador de Biodanza.

Sistema de Trabalho

As escolas de formação de Biodanza de todo o mundo são dirigidas metodologicamente pela International Biocentric Foundation. Há mais de 200 escolas de formação pelo mundo: Chile, Argentina, Equador, Perú, Bolívia, Colombia, Venezuela, Portugal, Espanha, Alemanha, França, Itália, Rússia, Áustria, Bélgica, Irlanda; República Dominicana, Estado Unidos, Canadá, África do sul, Japão e Austrália, entre outros.

O ciclo de formação em Biodanza tem uma duração mínima de três anos e consiste em 33 módulos teóricos-vivenciais,  seminários sobre temas afins com o Sistema Biodanza, uma maratona vivencial, e duas maratonas de avaliação. Também inclui um período de estágio que envolve a condução de grupos sob supervisão de um facilitador didata (o estágio se inicia ao final do 3o ano). Após esses período, a formação é  concluída com a apresentação de uma monografia de titulação.

A escola trabalha um final de semana por mês (sábado e domingo, de 10h às 18h) de acordo com um calendário publicado previamente. Cada um dos 28 módulos consiste em quatro seções teóricas, que serão acompanhadas de um material teórico redigido por Rolando Toro, sobre o tema correspondente, e em quatro sessões vivenciais. A carga horária de cada maratona é de no mínimo de 12 (doze) horas e no máximo de 16 (dezesseis) horas/mês , com 12 maratonas ao ano.

As etapas imprescindíveis da formação são:

  1. Estudos teóricos: Consistem no estudo da teoria de Biodanza e de seus fundamentos em relação às ciências da vida. As matérias teóricas são oferecidas na ordem indicada no “Programa Único de Formação Docente em Biodanza”. O aluno deve apresentar em módulos sucessivos, um breve relatório do tema teórico tratado no módulo anterior. O objetivo é treinar o aluno a expressar corretamente os conceitos teóricos de Biodanza através do seu próprio discurso.
  1. Seminários: Consistem em seminários que serão ministrados pelos alunos de formação, em grupos formados por afinidade em relação aos temas. Os temas deverão fazer parte da formação do arcabouço teórico do modelo Teórico de Biodanza e serem afins ao Sistema Biodanza.
  1. Aprofundamento Vivencial: Trata-se do aprofundamento vivencial, tanto em nível individual como em grupo. Durante os módulos de formação, será dada grande importância à relação entre as vivências e os temas teóricos tratados. É muito importante que o aluno participe, paralelamente, de um grupo semanal de Biodanza para aprofundar as vivências. Nas cidades em que não houver facilitador titular de Biodanza, é recomendável que o aluno faça um modulo vivencial de Biodanza a cada 2 meses.
  1. Metodologia: Refere-se à abordagem dos recursos metodológicos para a condução do grupo de Biodanza. O programa Único de Formação de Biodanza contém 7 módulos de metodologia. O objetivo dos módulos de metodologia é que o aluno em formação saia profissionalmente capacitado para exercer sua tarefa.
  1. Aulas Supervisionadas: Consistem na experiência prática de condução de um grupo semanal de Biodanza sob a supervisão de um professor Didata de Biodanza avalizado pela Escola de Formação. A experiência deve compor um mínimo de 8 aulas supervisionadas de 3 horas cada uma. O período de supervisão só pode começar depois da autorização do diretor da escola.
  1. Ação social: Os alunos praticantes podem realizar opcionalmente, sob supervisão, ações sociais, oferecendo trabalhos de Biodanza à população, grupos de terceira idade, instituições de proteção a infância etc.
  1. Monografia: É obrigatória a elaboração de uma monografia sobre um aspecto teórico ou prático de Biodanza. A monografia será realizada com a orientação de um supervisor (professor Didata).
  1. Titulação: Consiste na apresentação da monografia diante de uma banca examinadora. O exame será realizado por uma banca examinadora organizada pela Escola de Biodanza a qual o aluno pertença. Este exame será aberto ao público. Uma vez aprovada a defesa da monografia, o aluno terá concluído sua formação e poderá dar aulas de Biodanza.
  1. Diploma de Facilitador de Biodanza: Uma vez realizadas todas as etapas do Programa de Formação, o aluno será inscrito pelo diretor da escola a qual pertence na International Biocentric Foundation para obter o diploma de facilitador de Biodanza, a qual proverá o número de Registro Profissional.
  2. Grupos de Estudos: A escola indica fortemente a formação de grupos de estudos para aprofundamento e discussão dos conhecimentos adquiridos durante o processo de formação.

Módulos teóricos vivenciais

O programa de formação é constituído de 33 módulos, que são realizados uma vez por mês em um final de semana, e possui duração media de 3 anos. Os temas dos módulos são:

• Definição e Modelo Teórico de Biodanza
• Princípio Biocêntrico e Inconsciente Vital
• A vivência
• Aspectos Biológicos da Biodanza
• Aspectos Fisiológicos da Biodanza
• Aspectos Psicológicos da Biodanza
• Antecedentes Míticos e Filosóficos da Biodanza
• Identidade e Integração
• Transe e Regressão
• Contato e Carícias
• Movimento Humano
• Vitalidade
• Sexualidade
• Criatividade
• Afetividade
• Transcendência
• Mecanismos de Ação da Biodanza
• Aplicações e Extensões da Biodanza
• Biodanza Ars Magna
• Biodanza e Ação social
• A Música na Biodanza
• Metodologia I (Semântica Musical)
• Metodologia II (Sessão de Biodanza)
• Metodologia III (Sessão de Biodanza – Continuação)
• Metodologia IV (Curso Semanal e Maratona de Biodanza)
• Metodologia V (O Grupo de Biodanza)
• Metodologia VI (Critérios e Evolução do Desenvolvimento na Biodanza)
• Metodologia VII (Elenco Oficial dos Exercícios de Biodanza)
• Seminário
• Seminário
• Avaliação
• Maratona Vivencial: a escolher
• Maratona Vivencial: Minotauro

Critérios para ingresso na Escola

  1. Ser participante de um grupo semanal de Biodanza, cujo facilitador seja titulado, mínimo de 50 horas (3 meses);
  2. Grau de escolaridade: Ensino Médio Completo;
  3. Não apresentar dissociações ostensivas, segundo os critérios da Biodanza.